.

Photobucket
"A vida tem caminhos estranhos, tortuosos às vezes difíceis: um simples gesto involuntário pode desencadear todo um processo. Sim, existir é incompreensível e excitante..." (Caio F. Abreu)

domingo, 13 de fevereiro de 2011

E nem rádio havia...

A porta do bar se abriu e ele entrou muito sério. Quem não o conhecesse diria que era um carrancudo. Era não. Aquilo tudo era timidez. Ela o conhecia como ninguém. Viera ali somente para que ela o visse. Conhecia os seus hábitos.

Então ela agiu como se estivesse muito a vontade, e que não o tinha visto. Conversou com outros rapazes, sacudiu várias vezes o cabelo, sorriu. Sabia, como Deus sabe as estrelas, que ele ainda era louco por ela. Apesar da briga. Tocaram uma musica e a noite passou.

Tanta coisa aconteceu depois...
 
E quando velha, ouviu novamente a canção, sentiu-se mal. O coração disparou. Pensou em chorar. Trouxeram depressa um pouco de água com açúcar, mas ela pediu apenas que desligassem o rádio. E nem havia rádio...

(Luiz Manoel Siqueira - Manual de uso de gravatas - Boteco do Tulípio)

2 comentários:

Bibiana Benites disse...

Fernando!
Ótimo domingo pra ti também.
Que seja iluminado, assim como és.

Beijos querido!

Néia disse...

Oi Fernando...
Lembranças que nos fazem sorrir ou chorar, uma música é para toda a vida.
Amigo tenha um início de semana de paz e amor.
Obs: Eu sabia que vc não era perfeito,hoje vi o relógio, vamos combinar torcer para o Corinthians...Brincadeirinha em amigo.
beijos e até

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...