.

Photobucket
"A vida tem caminhos estranhos, tortuosos às vezes difíceis: um simples gesto involuntário pode desencadear todo um processo. Sim, existir é incompreensível e excitante..." (Caio F. Abreu)

quarta-feira, 30 de março de 2011

Tributo a um Brasileiro Guerreiro...


Desencarnou ontem o irmão JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA, ex Vice-Presidente no Governo LULA...

Um pouco do histórico dele : Nasceu em Itamuri, distrito de Muriaé, na Zona da Mata de Minas, em 17 de outubro de 1931. Era o 11.º dos 15 filhos de Antonio Gomes da Silva e Dolores Peres Gomes da Silva. Cinco de seus irmãos morreram ainda pequenos. Aos 7 anos, Zezé, como era tratado em casa, foi ajudar o pai numa venda de Canteiro, um povoado da cidade. Vendiam mantimentos, roupas e ferramentas para os fazendeiros de café e deles recebiam só na época da colheita.

Aos 9 anos, o menino carregou no braço madeira e bambu para pôr de pé a escola do lugarejo, uma tulha - que é como chamavam o barracão onde ele conheceu os enigmas da aritmética que usaria nos negócios que o tornaram empresário bem-sucedido. Aos 14 anos, o rapaz já era um balconista esperto e revelou aptidão para o ofício em Miraí, na Zona da Mata, onde o pai montou um armazém de secos e molhados. Pouco depois da guerra, aos 15 anos, deixou a casa dos pais e foi ganhar a vida.

Quando deixou os pais, seu destino foi a cidade e logo arrumou emprego em uma loja de tecidos concorrida por aquelas bandas: A Sedutora. Logo ganhou sua primeira eleição, a de melhor vendedor da firma. Foi morar num hotelzinho mambembe, no largo da estação de ferro. Ainda com renda esparsa - 600 cruzeiros era o salário -, não tinha como custear aposento melhor. À sua maneira, com simpatia e amabilidades que eram a sua marca, convenceu a dona da hospedaria e pôde alojar-se no corredor mesmo, lá no fundo - uma cama e uma cômoda, com janela para a rua.

Nesse hotel hospedava-se um comerciante de Caratinga que o convidou para trabalhar com ele. João Bonfim, o comerciante, ofereceu o dobro e o rapaz, com 16 anos, mudou para Caratinga, onde foi trabalhar na loja de roupas que levava o nome de seu dono, a Casa Bonfim. Em maio de 1948, como de outra vez, conquistou o título de melhor vendedor.

Quando fez 18 anos, seu irmão mais velho, Geraldo Gomes da Silva, emprestou-lhe 15 contos de réis. Com esse dinheiro, uma boa nota naqueles tempos, e umas economias, Zezé abriu seu negócio em 1950. No dia 31 de março, Caratinga ganhou A Queimadeira, casa comercial que abriu as portas na Avenida Olegário Maciel, 520. O nome do estabelecimento foi sugestão de um viajante português, sr. Lopes. 'Vai vender barato', justificou, na ocasião. 'Ele não era pão duro, mas muito econômico e disciplinado', lembra Antônio, que trabalhou algum tempo com José Alencar. 'Comia de marmita e morava atrás das prateleiras.'
 
Em 1953 , mudou de ramo. Vendeu a loja e investiu em cereais por atacado. Foi por pouco tempo, porque logo fez sociedade com José Carlos de Oliveira, Wantuil Teixeira de Paula e seu irmão Antônio Gomes da Silva Filho. Surgia a Santa Cruz, fábrica de macarrão.

Ao fim de 1959, morreu Geraldo, o irmão, e Alencar assumiu a União dos Cometas. Quatro anos depois, inaugurou a Cia. Industrial de Roupas União dos Cometas, mais tarde Wembley Roupas S.A. Presidia a Associação Comercial de Ubá (MG), em 1967, quando fez parceria com o empresário, poeta, advogado e deputado Luiz de Paula Ferreira, da Arena, e a ele associou-se em uma fábrica de confecções em Montes Claros, a Companhia de Tecidos Norte de Minas (Coteminas), hoje o maior conglomerado têxtil do Brasil.

Humpft ! E ainda tem muito mais história de vida do digníssimo José Alencar...Mas basta, a quem interessar possa, dar uma espiada pela net e tomar conhecimento mais amiúde. Perdemos um bravo irmão, que lutou incessantemente contra o Câncer. Já deve ter sido recebido em outro LAR por nossos amigos espírituais, que certamente o acolheram com júbilo, amorosamente.

Deus te abençoe Zezé, por toda tua honrada e honesta vida cá na Terra durante sua última passagem !

2 comentários:

Néia disse...

Oi querido...
Um homem que sem dúvida alguma deixa uma bela lição de vida de como lutar e resistir diante de um problema tão sério e sempre com um sorriso estampado na cara.

estrelata disse...

Oi Nando, estava realmente esperando esse post, sabia que você não ia deixar passar em branco. A espiritualidade esta em festa, retorna ao Lar um grande espirito. Eu sempre tive muita admiração por ele,por sua coragem e por ser tão iluminado, com uma grande vontade de viver e ajudar, não me lembro de ver em seu rosto uma expressão de tristeza, so me lembro de um lindo sorriso. Agradeço a Deus por sua passagem por aqui, grande exemplo de amor.
beijokas meu lindo. bom descanso!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...