.

Photobucket
"A vida tem caminhos estranhos, tortuosos às vezes difíceis: um simples gesto involuntário pode desencadear todo um processo. Sim, existir é incompreensível e excitante..." (Caio F. Abreu)

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Educadoras, alicerces de meu país...

Ainda hoje o blog deve receber a sua visita de número 10.000. Humpft ! Digo isso, porque atingimos a marca de 9.989 " espiadinhas" até minutos atrás. É uma marca muito importante para mim, que conto ainda com quase uma centena de "seguidores". Então, para comemorar e, como tenho feito nos últimos meses, escolhi um texto de blog parceiro para comigo festejar dia tão especial. No caso, hoje, um texto de Moniquinha (ela não sabe ainda que tomei emprestado..hehehe). Na realidade, com o texto acabo homenageando também as muitas EDUCADORAS que formam o meu grupo de AMIGOS(AS), e que merecem toda consideração e respeito. Besos Mô...beijos carinhosos e abraços às demais Profes...
***************************************************************************

Abraham Lincoln escreveu essa carta para o professor de seu filho...

"Caro professor, ele terá de aprender que nem todos os homens são justos, nem todos são verdadeiros, mas por favor diga-lhe que, por cada vilão há um herói, que por cada egoísta, há também um líder dedicado, ensine-lhe por favor que por cada inimigo haverá também um amigo, ensine-lhe que mais vale uma moeda ganha que uma moeda encontrada, ensine-o a perder mas também a saber gozar da vitória, afaste-o da inveja e dê-lhe a conhecer a alegria profunda do sorriso silencioso, faça-o maravilhar-se com os livros, mas deixe-o também perder-se com os pássaros do céu, as flores do campo, os montes e os vales.

Nas brincadeiras com os amigos, explique-lhe que a derrota honrosa vale mais que a vitória vergonhosa, ensine-o a acreditar em si, mesmo se sozinho contra todos. Ensine-o a ser gentil com os gentis e duro com os duros, ensine-o a nunca entrar no comboio simplesmente porque os outros também entraram.

Ensine-o a ouvir a todos, mas, na hora da verdade, a decidir sozinho, ensine-o a rir quando esta triste e explique-lhe que por vezes os homens também choram. Ensine-o a ignorar as multidões que reclamam sangue e a lutar só contra todos, se ele achar que tem razão.

Trate-o bem, mas não o mime, pois só o teste do fogo faz o verdadeiro aço, deixe-o ter a coragem de ser impaciente e a paciência de ser corajoso. Transmita-lhe uma fé sublime no Criador e fé também em si, pois só assim poderá ter fé nos homens. Eu sei que estou a pedir muito, mas veja que pode fazer, caro professor."

(Abraham Lincoln, 1830)

Em 1830 uma visão do que seria um educador, faria essa mesma carta hoje não aos professores mas aos cidadãos . Vivemos num mundo onde TER é mais valorizado que SER, onde se julga sucesso e fracasso pela projeção que se tem socialmente e pelo tanto de dinheiro que você ganha, onde o MAL vende jornais, revistas e tem lugar garantido na mídia, onde palavras como: Por favor, obrigada, com licença, cairam em desuso, onde lealdade hoje não significa ser leal, transparente, onde há uma total inversão de valores, onde há urgência de direitos e total ausência de cumprimento dos deveres, mas....parafraseando Abraham ..."ele terá de aprender que nem todos os homens são justos, nem todos são verdadeiros, mas por favor diga-lhe que, por cada vilão há um herói, que por cada egoísta, há também um líder dedicado, ensine-lhe por favor que por cada inimigo haverá também um amigo, ensine-lhe que mais vale uma moeda ganha que uma moeda encontrada, ensine-o a perder mas também a saber gozar da vitória, afaste-o da inveja e dê-lhe a conhecer a alegria profunda do sorriso silencioso.."
 
Sou professora por escolha, não por falta dela, sou educadora por missão que é "impactar positivamente vidas", sei que essa profissão hoje é desvalorizada e, essa falta de valor, pode até ser manobra política para que não tenhamos um povo questionador e crítico, porém...ahhh porém, não deixo que lutas sindicais, políticas, interfiram no meu trabalho e venham a incutir idéias erradas nos meus alunos, caso contrário estaria eu agindo exatamente igual àqueles com cujas atitudes não concordamos. 

Professor educa pelo exemplo, somos, de alguns alunos, os únicos referenciais positivos que tem, pensem na tragédia se ensinamos à eles descaso, inconformismo sem contexto, se não damos a eles instrumentos para que cresçam e não os capacitamos para a vida em sociedade ? Não há saída é o fim!
 
Eu acredito no poder transformador da educação, por mais que eu me decepcione diariamente com todo o processo e àqueles que fazem parte do mesmo, persevero, acredito e vejo sinais de que estou no caminho certo...com orgulho SOU EDUCADORA!!

2 comentários:

* Verinha * disse...

Belíssimo texto Fernando!.. Mesmo fazendo parte e sabendo perfeitamente como tudo transcorre exatamente.. sempre manterei viva a crença na educação e que cada um pode fazer a diferença nessa empreitada!

Beijinhos em seu coração!

C. disse...

Admiro demais a profissão, brincava de professora quando era pequena... mas no que tange a ser reconhecida com o valor merecido, é um sonho que ainda dorme no mundo dos sonhos!
Acho os professores tão desvalorizados no Brasil... deveriam ser tratados como na China onde até o Imperador se curva à eles...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...