.

Photobucket
"A vida tem caminhos estranhos, tortuosos às vezes difíceis: um simples gesto involuntário pode desencadear todo um processo. Sim, existir é incompreensível e excitante..." (Caio F. Abreu)

terça-feira, 3 de maio de 2011

Saberes diferentes...

Narra-se que, num largo rio, de difícil travessia, havia um barqueiro que atravessava as pessoas de um lado para outro. Em uma das viagens, iam um advogado e uma professora. Como quem gosta de falar muito e com ar altivo, o advogado pergunta ao barqueiro:
Companheiro, você entende de leis?
Não. Responde o barqueiro.
E o advogado compadecido acrescenta:
É pena... Você perdeu metade de sua vida!
A professora, então, muito social, adentra na conversa:
Seu barqueiro, você sabe ler e escrever?
Também não. Responde o remador.
Que pena! - condói-se a mestra. Você perdeu metade de sua vida!
Nisso, uma onda muito forte vira o barco
O canoeiro, preocupado, pergunta:
Vocês dois sabem nadar?
Não! Responderam eles rapidamente, em conjunto.
Então é pena! - conclui o barqueiro - vocês perderam toda sua vida!

*   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *
O texto do educador Paulo Freire mostra, com bom humor e profundidade, que não há saber maior ou saber menor, apenas saberes diferentes. Todos somos importantes e sempre temos algo a contribuir para com a sociedade. Cada um com suas habilidades, na sua área de conhecimento específico, fazemos parte de uma grande engrenagem, tanto na Terra, como no Cosmos.

Para que essa engrenagem funcione bem, os dentes precisam estar bem encaixados, uns oferecendo, outros recebendo e vice-versa. Juntos formamos um organismo completo, onde as pequenas e importantes peças, sempre solidárias entre si, complementam-se, preenchendo as deficiências umas das outras.

A Lei maior do progresso dita que todos, um dia, saberemos tudo sobre tudo. Porém, neste longo caminho a ser trilhado, vamos adquirindo tais conhecimentos gradualmente. A Sabedoria Divina, sempre fabulosa, faz com que tenhamos uma interdependência entre nós, para que nos ajudemos mutuamente e não nos isolemos.

Desta forma as sociedades precisam dos advogados, das professoras, dos médicos. Mas também carecem dos barqueiros, dos garis, dos músicos, etc. É nisto que está a beleza da vida, das habilidades que se complementam e se auxiliam para que todos possam não só viver, mas bem viver...hum rum !

(Momento Espírita - introdução do educador Paulo Freire - 25.06.2010)

5 comentários:

* Verinha * disse...

Nem tem como tecer algum tipo de comentário.. fantástico este texto.. realmente todos nós necessitados uns dos outros e cada um tem o seu papel primordial nesta nossa passagem!

Beijoquinhas super em seu coração Fernando!

Verinha

Marília Felix disse...

Nando, meu irmão! "="

Muitas saudades daqui.
Morrendo quase de tanta falta.
Desculpa pela minha ausencia...
A correria de sempre. =/

E ainda fiz um Twitter pra mim.
Me viciei agora...
Ai ai

Tem TT?
Me add: @MhariliaFelix

Bjos!
Amo tu!

Malu disse...

Ainda bem que existem saberes diferentes! E todos eles têm que serem respeitados porque são de iguais valores...
Assim há trocas e crescimentos.
Um grande abraço fraterno

Vera Lúcia Duarte disse...

Fernando,
Hoje foi fácil entrar, graças ao cabeçalho do blog.
O texto é fantástico.
Todos somos importantes e necessários neste Planeta, cada um dentro das experiências de que necessitam para seu crescimento espiritual.
Abraço.

C. disse...

É como na blogosfera... nao tem blog feio ou mais feio, todos tem sua própria maneira de ver a vida, de demonstrar sua "arte", seu carinho...

* Eu morava na esquina com a Brigadeiro, ali o "bicho pega" até antes das 22hs Fernando... é brabo!

Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...