.

Photobucket
"A vida tem caminhos estranhos, tortuosos às vezes difíceis: um simples gesto involuntário pode desencadear todo um processo. Sim, existir é incompreensível e excitante..." (Caio F. Abreu)

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Problemas na convivência...

O ser humano é um ser gregário, ou seja, criado para viver em sociedade. Se assim não fosse, Deus, que é a Inteligência Suprema do Universo, teria distribuído os indivíduos de maneira que cada qual ficasse isolado, sem nenhum contato. Mas, então, por que razão a convivência é tão difícil? Talvez, se pensarmos um bocadinho, cheguemos à conclusão de que a dificuldade está justamente em nossos espinhos morais e em nosso egoísmo.

Porque ainda somos muito egoístas, não aceitamos que as pessoas, com as quais convivemos, ajam de maneira diferente daquela que nós queremos que ajam. Queremos moldá-las à nossa maneira de pensar, de agir, de falar, de se portar, e, até mesmo, de se vestir. E quando essas pessoas não aceitam a nossa ingerência em suas vidas, ficamos ofendidos e nos afastamos. Fazemos isso tão naturalmente que nem nos damos conta de como estamos ferindo os outros com a nossa forma de ser e de agir.

Mas, se o mesmo acontece conosco, imediatamente nos colocamos na defensiva, repelindo qualquer tentativa que alguém faça para nos moldar ao seu gosto. E para sobreviver num contexto desses, é preciso exercitar a tolerância para não ferir os outros e nem ferir-se. É preciso manter o respeito pelo semelhante, aceitando-o como ele é, e não como nós gostaríamos que fosse. É preciso que tomemos um pouco mais de cuidado com nossos próprios espinhos, a fim de não ferirmos ninguém.

Agindo assim, todos sobreviveremos e, ao final, teremos aprendido muito uns com os outros, pois, embora essa convivência nos traga um certo desconforto íntimo, ela é necessária para o nosso crescimento mútuo....hum rum !

Um abençoado fim de dia para todos nós...

(Momento Espírita)

6 comentários:

Néia disse...

Oi querido Fernando...
Que saudades de você!
Em primeiro lugar gostaria de pedir desculpas por desaparecer sem deixar nenhuma explicação. Não costumo agir desta forma, mas passei por um contratempo muito chato que me causou um stress enorme resultando num coma diabético com perda parcial da visão.Perdi a vontade de tudo inclusive de blogar.Hoje lentamente a visão está voltando e assim já me aventurei em abrir o blog. A mensagem de tolerância é muito linda. Peço desculpas novamente.
Fica com Deus e um beijo no seu coração.

Marília Felix disse...

Nando!
Saudade.com

Tenho andado meio sumida né. Pode bater rsrs. Participei de um encontro da Igreja, o EJC! *-*
Foi TUDO de melhor que me podia acontecer. Mas agora tô doente, gripe, crise de garganta! :-(

Bjs Bjs

P.S.: Obrigada por me amar! :)
É recíproco!
N.E.Q.E.A.V

Malu disse...

Hoje estou passando apenas para lhe fazer um convite.
Estou falando do www.superlinks.blog.br que é um site agregador que vale a pena visitar, pois é mais um espaço no qual você poderá publicar seus links de matérias, pois é um site sério e com critérios bem positivos.
Espero que goste da dica.
Um grande abraço

Elaine Freitas disse...

Olá querido Fe...

... Interessante e verdadeira sua postagem... Aceitando e respeitando cada um como se é, já estamos contribuindo (e muito) para que as coisas se ajeitem melhor!

Saudades suas... faz um tempo bom que não vejo vc iluminando lá comigo!

Beijos enormes no seu ♥

C. disse...

Engraçado, li um blog antes de chegar aqui, que esse seu post seria o comentário ideal, acho vou até copiar e enviar para a pessoa. Às vezes ajudamos até com palavras, se elas forem pra encorajar, pra acreditar, pro bem.

É uma arte, a de conviver, é a coisa mais difícil num relacionamento, com certeza. Mas é na convivência que podemos aparar arestas, melhorar a relacao, e nao vivemos isolados, pode ser que por um tempo seja até bom, mas com o tempo passa a ser difícil.

Deixo uma beijoca e desejo um resto de boa semana pra você, queridao.

Márcinha Mendonça disse...

Como dizia o poeta
Quem já passou por essa vida e não viveu
Pode ser mais, mas sabe menos do que eu
Porque a vida só se dá pra quem se deu
Pra quem amou, pra quem chorou, pra quem sofreu
Ah, quem nunca curtiu uma paixão nunca vai ter nada, não
Não há mal pior do que a descrença
Mesmo o amor que não compensa é melhor que a solidão
Abre os teus braços, meu irmão, deixa cair
Pra que somar se a gente pode dividir
Eu francamente já não quero nem saber
De quem não vai porque tem medo de sofrer
Ai de quem não rasga o coração, esse não vai ter perdão
Quem nunca curtiu uma paixão, nunca vai ter nada, não.

Vinicius de Moraes..


Pois é unhum olha eu mais uma vez aqui como sempre sempre, tá, não deixo, não esqueço, e nem largo, é pra sempre essa amizade, até tu enjoe de mim hahah.
Boa noite meu amigo, texto é pra ti, Força, fé, e muita luz, adoro teeee grandão dão....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...